E-commerce: ABComm projeta crescimento de 18% no setor de comércio eletrônico com o Dia dos Namorados

E-commerce: ABComm projeta crescimento de 18% no setor de comércio eletrônico com o Dia dos Namorados

09 de Junho de 2020

Tempo de leitura: 2min 20seg

Esse ano, mesmo com a pandemia do coronavírus parece que os namorados não vão deixar de comprar presente. E segundo a pesquisa divulgada pela ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) o setor de comércio eletrônico está projetando um crescimento de 18%.

O crescimento leva em conta o período de 25 de maio a 12 de junho e vai comparar os resultados com os mesmos dias do ano passado. “O Dia dos Namorados é uma das datas mais importantes para o e-commerce, e contribui muito com o volume de vendas apurado durante o ano. O comércio eletrônico deve estar preparado para aproveitar todo o potencial da data”, explica Maurício Salvador, presidente da ABComm, em comunicado oficial no site da entidade.

De acordo com a ABComm, serão 9,76 milhões de pedidos com tíquete médio de R$ 303, que levarão o faturamento do setor para R$ 2,96 bilhões. As categorias que terão produtos mais vendidos serão:

  • Moda;
  • Perfumes;
  • Cosméticos;
  • Informática;
  • Eletrônicos;
  • Cestas e flores.

Sua loja ainda não tem E-commerce? WD HOUSE LANÇA LOJA VIRTUAL GRATUITA. VEJA COMO CADASTRAR SUA EMPRESA.

E-Commerce e ticket médio

O E-Commerce Brasil publicou, no fim de maio, uma pesquisa da Social Miner, que mostra que 57,8% dos brasileiros ouvidos já estavam decididos a comemorar a data e outros 18,9% ainda estavam indecisos. Entre os que disseram que iriam comemorar, 67,2% pretendem comprar presentes, sendo 31,8% em lojas virtuais.

Entre aqueles que pretendem celebrar, mais da metade deve investir entre R$ 51 e R$200, sendo que 42,8% devem manter o ticket da compra em até R$100. De acordo com o levantamento, enquanto em 2019 poucos optaram por investimentos entre R$ 101 à R$ 500, em 2020, esse número cresceu exponencialmente, passando de 24,3% para 47,2%.

 

Fonte: ABComm e E-Commerce Brasil

Escrito por: Nicolas Castro / WD House