Empresários Riograndinos unem forças para criar Associação das Micros e Pequenas Empresas

Empresários Riograndinos unem forças para criar Associação das Micros e Pequenas Empresas

04 de Março de 2020

Tempo de leitura: 8min 55seg
 

Empresários Riograndinos criam Associação das Micros e Pequenas Empresas com o objetivo de organizar e fomentar os pequenos negócios na cidade. A regularização dos MEIs, diminuição dos impostos e capacitação dos empresários também estão na lista de objetivos da associação.

Desde de sua criação em 2006 a Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte vem sofrendo melhorias e ajudando na vida dos pequenos empresários. A conquista de leis e iniciativas que apoiam o setor são das próprias empresas, que unem suas forças no associativismo e organizações.

Os dados analisados pelo Sebrae mostram a importância do pequeno negócio para a economia brasileira. Em 2019 as micro e pequenas empresas geraram 731 mil vagas de trabalho. O saldo positivo é 22% maior comparado com os números de 2018 e o melhor dos últimos 5 anos.

As micro e pequenas empresas voltadas para área de serviços foram as que mais empregaram trabalhadores em 2019, com 400 mil vagas. O setor de comércio ficou em segundo lugar, abrindo 145.864 vagas de trabalho. Na indústria 56.546 pessoas foram empregadas.

Já as médias e grandes empresas fecharam o ano de 2019 com saldo negativo de 88 mil vagas de trabalho. O número quase dobrou comparado com 2018, quando o saldo negativo foi de 48 mil.

Associação das Micros e Pequenas Empresas de Rio Grande - AMICRO

O objetivo principal da associação é regularizar e capacitar as micro e pequenas empresas que hoje estão irregulares e não tem garantia de nenhum direito ou apoio para crescer o negócio.

“Estando com sua empresa regularizada os empresários e seus trabalhadores têm direitos como acesso ao SUS, garantia social e vai poder se aposentar, a lei foi feita para isso”, lembrou Consoni.

Em parceria com o Sebrae palestras, cursos e rodadas de negócios serão organizadas pela associação focando em ajudar essas empresas. Os MEIs também terão auxílio com a documentação e contabilidade, tudo de graça.

Consoni explica que é importante os micro e pequenos empresários se regularizarem, para poder exigir e cobrar melhorias na legislação como a diminuição dos impostos e burocracia. “Tem muita gente na informalidade, quando a gente levar mais empresas para a formalidade e todo mundo contribuir um pouco vai baixar os impostos”, explicou Consoni.

Seu negócio é uma Micro ou Pequena Empresa?

O Sebrae explica que a diferença entre Micro e Pequena Empresa se dá pelo número de funcionários, e define:

  • Micro Empresa: emprega até nove pessoas no caso do comércio e serviços, ou até 19, no caso dos setores industrial ou de construção.

  • Pequena Empresa: empregam de 10 a 49 pessoas, no caso de comércio e serviços, e 20 a 99 pessoas, no caso de indústria e empresas de construção.

A Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte foi instituída em 2006 para regulamentar o disposto na Constituição Brasileira, que prevê o tratamento diferenciado e favorecido aos pequenos negócios.

O objetivo é de contribuir para o desenvolvimento e a competitividade das microempresas e empresas de pequeno porte brasileiras, como estratégia de geração de emprego, distribuição de renda, inclusão social, redução da informalidade e fortalecimento da economia.

 “Sou um vendedor, sempre vendi”

Gilberto Consoni é o idealizador desse projeto e a longa trajetória do empresário mostra que experiência não vai faltar na Associação. O vendedor, como ele se considera, tem uma empresa familiar, no ramo de confecção de uniformes há 47 anos. Além da Consoni Confecções o empresário já trabalhou na RBS, Zero Hora, TV Gaúcha, agências de publicidade e lojas do comércio, sempre como vendedor. Ele conta também que até carnê para o Silvio Santos já vendeu.

No meio de sua trajetória Consoni se dedicou também ao associativismo participando de associações e instituições de micro e pequenos empresários. Foi o representante do Sebrae do Rio Grande do Sul e participou de grandes iniciativas como a criação do Sebrae em Rio Grande, a implementação das rodas de negócios e a implementação dos caminhoneiros como MEI. Seu trabalho foi reconhecido mais uma vez esse ano, quando Consoni recebeu o convite para presidir a Federação das Micros e Pequenas Empresas do Rio Grande do Sul (FEMICRO).

“Estive em contato com o Sebrae, que vai ser nosso parceiro. O Sebrae é nossa casa, não é a minha só, está aí para auxiliar o micro e pequeno empresário, e também para ajudar todo mundo, mas precisamos nos unir e organizar", disse o empresário.

Consoni mora em Rio Grande a muitos anos, mas é natural de Porto Alegre, onde desde pequeno foi criado no Mercado Público do pai e já mostrava ter habilidades para os negócios. O empresário lembra do seu primeiro trabalho.

47 anos de Empresa Familiar

Não é fácil encontrar uma empresa que atue no mercado a 47 anos, ainda mais uma pequena empresa familiar. Emocionado Consoni conta que criou seus filhos trabalhando dentro da fábrica e que hoje todos são grandes empreendedores.

“Depois de anos de trabalho eu tive uma grande compensação, que são os filhos que eu tenho, em vários setores são empreendedores, todos tem a visão de negócio, de querer, de participar”.

“Todo o pequeno empresário que bota seu nome na empresa é porque ele tem um sonho, ele quer ser alguém, a gente sabe muitas pessoas que começaram indo em uma reunião e hoje são grande empresários,” completa.

Desafio da Associação

Sobre a nova associação o empresário explica que o objetivo é unir forças com outras entidades do setor para focar no bem comum, a fomentação das micro e pequenas empresas. “Queremos ser uma força a mais, podemos nos tornar fortes com a quantidade de empresários que temos”, destacou.

“Hoje tem a facilidade de ser online, podemos montar uma reunião com 4 mil, 3 mil pessoas online, queremos fazer rodadas de negócio, queremos fazer feiras e podemos fazer em qualquer lugar, de forma rápida”, completou.

Convite Assembleia

Empresários Riograndinos já confirmaram presença na 1° assembleia da Associação das Micros e Pequenas Empresas e convidam você que tem um pequeno negócio a participar na iniciativa. A reunião acontece na próxima sexta-feira (06), às 16h, no Sebrae Rio Grande. Além de marcar a abertura da associação será definida a primeira diretoria.

Escrito por: Nicolas Castro / WD House