Greve dos Correios: O que fazer para não prejudicar seu E-commerce?

Greve dos Correios: O que fazer para não prejudicar seu E-commerce?

18 de Agosto de 2020

Tempo de leitura: 2min 40seg

A greve dos Correios começou na noite da última segunda-feira (17). Cerca de 100 mil funcionários em todos os estados do país entraram em greve por tempo indeterminado.

Os trabalhadores são contra a retirada de direitos, a privatização da empresa e a ausência de medidas para proteger os empregados da pandemia do coronavírus, segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (Fentect).

Em nota, a federação afirma ter sido surpreendida com a revogação, a partir de 1º de agosto, do atual acordo coletivo, cuja vigência vai até 2021. Segundo a entidade, 70 cláusulas com direitos foram retiradas, como 30% do adicional de risco, vale-alimentação, licença-maternidade de 180 dias, auxílio-creche, indenização por morte e auxílio para filhos com necessidades especiais, além de pagamentos como adicional noturno e horas extras.

Reflexo no E-commerce

Com a paralisação, pequenos e médios e-commerces podem ser afetados atrasando o prazo do envio de seus produtos. De acordo com a Loja Integrada, cerca de 86% dos lojistas utilizam os Correios como forma principal de frete, mas também utilizam transportadoras (28%) e motoboy (24%). O levantamento foi realizado com quase 2 mil lojistas virtuais de todo o país durante os meses janeiro e fevereiro de 2020.

Leia também: E-COMMERCE NORTE-AMERICANO DEVE SUPERAR TOTAL DE VENDAS DE 2019 EM OUTUBRO

Veja 4 dicas de como lidar com a greve dos correios sem prejudicar seu e-commerce: 

  • Avise seus clientes: Seu cliente pode não saber da greve e estar esperando sua encomenda. Por isso é importante mandar mensagem avisando sobre o atraso.

  • Altere a mensagem de confirmação: No seu e-commerce, altere a mensagem de confirmação de compra por uma nota sobre a greve.

  • Habilite outra forma de entrega: Procure uma forma de entrega alternativa, até a volta dos trabalhos dos Correios. Algumas saídas são as Empresas privadas, moto boys ou até mesmo, dependendo do local, o empresário pode fazer a entrega.

  • Ajuste sua campanha de marketing: É importante nesse momento limitar as campanhas para regiões onde você vai conseguir fazer as entregas sem problemas.

Sua empresa ainda não tem um e-commerce? Não perca tempo! 
WD HOUSE LANÇA LOJA VIRTUAL GRATUITA. VEJA COMO CADASTRAR SUA EMPRESA.

Escrito por: Nicolas Castro / WD House