Semana Brasil: começa na quinta-feira a campanha que pretende reaquecer a economia

Semana Brasil: começa na quinta-feira a campanha que pretende reaquecer a economia

01 de Setembro de 2020

Tempo de leitura: 2min 

Começa na próxima quinta-feira (3), e vai até 13 de setembro, a campanha Semana Brasil 2020, lançada pelo Governo com o objetivo de aquecer as vendas durante a semana em que se comemora a independência do país.

A campanha que traz como lema “Vamos em frente, com cuidado e confiança”, foi lançada pela Secretaria de Comunicação do governo federal (Secom) em parceria com o Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV).

A ideia é que os lojistas oferecem descontos aos consumidores. Participam da campanha setores como:

  • Alimentação;
  • Eletrônicos;
  • Eletrodomésticos;
  • Supermercados;
  • Farmácias;
  • Concessionárias de veículos;
  • Lojas de vestuários;
  • Lojas de materiais de construção;
  • Lojas de móveis e decoração;
  • Postos de gasolina;
  • Livrarias.

INSCRIÇÕES ABERTAS SEMANA DO E-COMMERCE: EVENTO ONLINE E GRATUITO

De acordo com dados dos levantados da Ebit/Nielsen, o aumento em transações online durante o evento no ano passado foi de 41%, enquanto vendas no varejo presencial aumentaram 11,3%, de acordo com a Cielo.

“Estamos mobilizando todo o varejo para buscar as melhores formas de viabilizar as ações promocionais. Esta é uma ação totalmente suprapartidária, que trará benefícios para a economia do país como um todo”, afirma o conselheiro do IDV, Marcos Gouvêa de Souza.

“Faremos tudo isso com respeito às normas de segurança sanitária, com empresários e consumidores cientes da importância da manutenção e fomento das relações comerciais, bem como do cuidado com a saúde do próximo”, afirma Fábio Wajngarten, secretário executivo do Ministério das Comunicações.

Como participar?

Se você é comerciante e ficou interessado em participar da Semana do Brasil pode acessar o site participesemanabrasil.com.br e fazer o download do material promocional da campanha. O material disponibilizado permite a inclusão da marca (logotipo) do comerciante.

Leia também: E-COMMERCE E DELIVERY CRESCE 106,49% EM FARMÁCIAS

 


Fonte: Agência Brasil

Escrito por: Nicolas Castro / WD House